VITAL desenvolve solução para prevenção de contaminação por Salmonella em granjas

           A ocorrência de surtos de frango contaminado nos produtos brasileiros têm causado impacto negativo na imagem do país no mercado mundial. Somente este ano, os Estados-membros da União Europeia descredenciaram mais de 20 unidades brasileiras exportadoras de carne, especialmente de aves.

            Recentemente foram publicados casos de fechamento de fábricas de empresas produtoras de carne de frango devido a contaminações por bactérias. Dentre as principais responsáveis pelas doenças em frangos e ovos, estão as espécies da famosa Salmonella. Ao todo, são mais de 1200 tipos de Salmonella, e o ambiente de criação e engorda das aves são muito propícios a sua proliferação, devido a situação de higiene, temperatura e umidade.

            As medidas de controle de infecção de aves atualmente utilizadas são a higiene dos funcionários que transitam no ambiente, álcool gel para higiene de mãos, cal na entrada das granjas para esterilização dos calçados e o cuidado de não entrar em contato com nenhum tipo de ave fora da granja. Além disso existe um sério controle em relação a cascudinhos, e roedores, que podem atuar como carregadores de contaminantes.  Essas medidas apesar de simples são muito importantes pois uma vez detectada uma contaminação em uma ave, o lote todo é perdido. Por isso, faz-se necessário o desenvolvimento de novas tecnologias que aumentem o controle  de contaminações e a segurança dos animais.  



            Em 2018 a VITAL identificou focos de maior probabilidade de proliferação de bactérias em granjas. Entre eles, os paletes onde transitam as aves, e os comedouros de ração se apresentaram como maiores fontes de concentração de micro-organismos.

            A partir dessas constatações a VITAL incorporou aos materiais utilizados na fabricação destes comedouros e paletes, um aditivo nanotecnológico capaz de eliminar as bactérias que entrarem em contato com o material. O produto foi testado e demonstrou redução maior que 99,9% de bactérias Salmonella typhimurium (ATCC 13311).

            A implantação de medidas como essa, de substituição de produtos convencionais, por produtos com função antibacteriana, auxilia no controle de contaminação e no atendimento dos padrões de qualidade de produtos exigidos pelo MAPA e pela ANVISA, além de potencializar o controle de prevenção de perdas.

            A nanotecnologia é uma importante aliada em diversas áreas, e pode ser incorporada em produtos, agregando funções que auxiliam na melhoria de processos produtivos, aumento de rendimento, diferenciais tecnológicos entre outras propriedades impressionantes.

Quer saber um pouco mais sobre esse mundo? Entre em contato com a gente!